Horta do Vie Rose e a parceria com a Fazu

Horta do Vie Rose e a parceria com a Fazu


Um dos meus sonhos ao montar o Vie Rose, sempre com essa marca de “regar para florescer” (Vie Rose, ver mais no primeiro texto deste blog : https://vierose.com.br/por-que-vie-rose-e-restaurante-ou-lugar-de-eventos-que-tipo-de-cozinha/), era ter uma horta em que pudéssemos colher e passar, no meio do salão, com as folhas vivas. Da nossa fazenda urbana direto para o prato do cliente.

Um amigo querido, Reginaldo Siqueira, ao acreditar em minha capacidade de empresária, que vê números e ama inovação, pediu um café para bater um papo. Ele veio pedir minha opinião sobre sua startup de fazendas urbanas para o setor de restaurantes. E imagina. Saiu daqui com a certeza de implantar uma horta urbana no Vie Rose. Criada em 2016, a Fazu Rede de Fazendas Urbanas consiste em instalar estruturas adaptadas para plantar hortaliças hidropônicas (alface, roxa, cresca, lisa e a mimosa) na cidade de São Paulo. A plantação consegue usar apenas 20% da água utilizada na agricultura tradicional, sem agrotóxicos, fertilizantes e aditivos químicos.

O restaurante tinha toda a estrutura para abraçar esta ideia: área externa, plana e com incidência solar. Agora tenho meu “estoque” vivo sem desperdício. Utilizo aquilo que vendo. E a vizinhança e os outros restaurantes da região podem comprar aqui.

Aprendemos muito nesses poucos meses de cuidado com o estoque. Nossas folhas têm sabor e posso dizer: você que acha que alface não tem gosto de nada é porque não provou a nossa. Além dos benefícios para o ecossistema e o ganho de sabor, plantas vivas retêm seu valor nutricional.

Olha este aspecto do pé de alface no sistema de hidroponia, o cultivo de plantas sem utilizar terra.

Parece até de mentira de tão linda que é. Sabe por quê? Porque ela está viva, hidratada e alimentada. Alimentada com os minerais colocados na água que circula pelas bases que apoiam os pés de alface. No cultivo tradicional em grande escala, a quantidade de minerais são o suficiente e mínimo para controlar o custo da produção. Quando pegamos a alface nas gôndolas dos supermercados, elas já ficaram sem hidratação e alimentação em todo seu transporte e armazenamento, ou seja, ela vai durar algum tempo na sua geladeira. E se não consumir em tempo curto, ela amarela e queima.

Então, o ideal é se alimentar de produtos vivos e cuidados com muito carinho. Aqui estamos e elas estão em constante crescimento e construção. Tudo a ver com a nossa identidade: vie (vida), rose (flor), alface (hortaliça que se encaixa na categoria de folhas e flores). As folhas de alface nascem em torno de um caule pequeno (em roseta) e podem ser lisas ou crespas. Se não regarmos nossas alfaces, elas não florescem.